Um olhar apenas...

Oi, Hello, Olá, Hallo, Salut, Ciao, Hola, oiiie

Sou uma dessas pessoas sem graça. Que se irrita fácil com barulhos, se sente tímido em multidão, se deixa levar pelo coração.

Allax Garcia.   (via inverbos)

(Source: allaxg, via inverbos)

Sim, eu trocaria. Eu trocaria as minhas noites de sábado por tardes chuvosas de domingo deitada ao teu lado e dividindo o mesmo cobertor tão pequeno quanto o espaço do sofá da sala. Eu trocaria os meus filmes românticos por teus filmes assustadores pra poder te escutar, mais uma vez, dizendo que eu não preciso ter medo de dormir no quarto sozinha porque você vai segurar a minha mão até eu dormir e, quando eu acordar, nossas mãos vão continuar juntas. Eu trocaria qualquer outra companhia do mundo pra ter o teu silêncio no final do dia. Porque, você conhece as minhas fraquezas e sabe que, quando as coisas não vão bem, eu não preciso de alguém me julgando ou apontando os erros que eu nunca canso de cometer. Eu só preciso de paz. E gosto da tua. Eu ficaria surda para o resto do mundo apenas pra escutar a tua voz sonolenta cantando alguma das minhas músicas preferidas. E, sim: eu ainda escuto as nossas. Mas, não choro mais. Não faz sentido sem você. Nem faz sentido o cheiro de café logo de manhã quando eu acordo e percebo que faz tempo que não escuto você me pedindo que eu faça. Ou, pior: percebo o quanto tudo ficou mais vazio sem você.

Plenitude.  (via inverbos)

(via inverbos)

Não quero lembrar. Faz mal lembrar das coisas que se foram e não voltam. Agora já passou. Não sinto raiva, não sinto nada. Sinto saudade, de vez em quando. Quando penso que podia ter sido diferente.

Caio Fernando Abreu.  (via inverbos)

(via inverbos)

E você chora. Sem lágrimas, sem suspiros, sem birras, sem nada. Apenas chora, enquanto engole os pedaços de você que foram destruídos e os sente enquanto descem cortando pelo seu corpo. Engole os cacos que queimam mais que brasa ardente e sorri. Um sorriso tão sem vida quanto os que recebe de todos que passam por você. E você continua andando por aí, segue tua vida, segue teu caminho. Não conta tuas fraquezas, não te gabas por teus acertos. Não precisam saber. Não há nada para saberem, no fim das contas. Exceto que, você queria que alguém soubesse e se importasse, mas isso não importa.

A culpa é mesmo das estrelas?    (via inverbos)

(Source: alentador, via inverbos)

Na maioria das vezes, me sinto totalmente perdido no mundo. Como se eu não tivesse uma casa para voltar quando a chuva chega, um amigo pra ligar quando as coisas ficassem difíceis, não ter ninguém para dar aquele abraço que alivia a alma e descansar o peso do coração.

A culpa é mesmo das estrelas? (via inverbos)

(Source: alentador, via inverbos)

Sei lá, existem momentos em que tudo me machuca de uma maneira ridiculamente inexplicável.

Cristian. (via oescritor)

(via oescritor)

Eu sou carente mesmo, tenho ânsia de atenção. Gosto de carinho no cabelo e abraços inesperados. Gostam quando notam meu novo corte de cabelo, meu novo penteado, cada detalhe novo. Gosto de quem ri da minha piada mesmo sendo a mais sem graça do universo. Gosto quando notam que não estou bem e me perguntam o que aconteceu por preocupação e não por curiosidade.

Escritora de Boteco.  (via inverbos)

(Source: escritoradeboteco, via inverbos)

Eu tô sempre esperançosa que melhore, que flua, que aconteça. Mas uma hora a gente duvida da fé. Uma hora a gente cansa.

Clarissa Corrêa.  (via inverbos)

(via inverbos)